Composição das Fibras

Muito antes do inverno chegar, saio a campo para pesquisa e aquisição de novas fibras, fios e linhas. A escolha determinará que caminho percorro durante processo de criação no urdume. Há muita matéria-prima disponível no mercado. De origem animal e vegetal temos: fibra de coco, cânhamo, linho, algodão, juta, rami, sisal, ráfia, lã, cashmere, mohair. E as fibras químicas artificiais obtidas de matérias-primas vegetais ou animal, e as sintéticas, são elas: raiom, viscose, acetato, tencel (ou liocel), modal, lanital, acrilico, elastano, poliamida, microfibra (proveniente das fibras do acrílico, tactel poliéster, poliproleno e a supermicrofibra.

As linhas sintéticas tomam conta do mercado na Rua 25 de março e adjacências, entre fim de março e setembro a variedade é maior. Os preços de um novelo de 40g variam, de R$ 3,00 a 50,00, bons achados se faz.

A combinação da matéria-prima nos fios é o que determina a textura que obtenho nas tramas. Podem ser 100% de lã, acrílico, poliamida, poliéster, etc., ou de múltiplas combinações de fibras, tipo: 47%, 18% poliéster, 18% mohair, 10% acrílico e 7% de lã. É infinito. Desde que foram criados os primeiros fios sintéticos, a tecnologia faz mercado de tecidos, fios e linhas se renovar constantemente.

No livro TECIDOS, da jornalista Dinah Bueno (Editora Senac), você encontra um glossário prático sobre o tema. Tenho postado aqui a explicação de alguns deles. Acompanhem.

Um comentário:

Lu Gomes disse...

Olá amigo!
Lindo seu trabalho!!
Amei! De muito bom gosto!
Aqui no Rio Grande do Sul cachecóis são sempre ótima pedido, fazem muito sucesso.E sempre bom ter uma coleção deles!
Sinceramente não dá pra dizer qual a combinação mais bonita, parabéns pelo teu trabalho, obrigada pela tua visita em meu blog e seja sempre muito bem vindo!

Ótima semana e excelentes vendas também!

Abraços!

: ))

Lu